Verrugas são tumorações benignas de pele causadas pelo papilomavírus humano (HPV). A infecção ocorre nas camadas mais superficiais da pele ou mucosa, ativando o crescimento anormal das células da epiderme, que são lançadas para a superfície do corpo formando as verrugas.

O contagio pode ocorrer por contato direto com pessoas e objetos infectados, inoculação através de pequenos ferimentos, nas reações sexuais e pela via materno-fetal no momento do parto. Pacientes com baixa imunidade são os mais vulneráveis ao aparecimento de verrugas. O pico de incidência ocorre entre 12 e 16 anos.

As verrugas podem aparecer em qualquer região do corpo, e conforme sua localização e formato podemos classifica-las em VERRUGAS VULGARES (mais comum), VERRUGAS PLANAS, VERRUGAS PLANTARES, VERRUGAS FILIFORMES E VERRUGAS ANOGENITAIS. 

Exceção feita às verrugas plantares, que doem quando a pessoa caminha e podem sangrar, e as anogenitais, que podem coçar um pouco, as verrugas costumam ser assintomáticas.

O diagnóstico é clínico, e tem como base o aspecto e localização das lesões. Exames laboratoriais, como o Papanicolaou, a colposcopia, e a biópsia são úteis para identificar os sorotipos de HPV envolvidos.

A maioria das verrugas comuns desaparece espontaneamente, dentro de meses, ou pode persistir por anos. Nas crianças geralmente curam-se sem necessidade de medicação, entretanto, por causa do risco de disseminação do vírus para outras pessoas e o surgimento de novas lesões no próprio indivíduo pela autocontaminação, seu tratamento é recomendado. Já nos adultos, as verrugas não costumam desaparecer sem tratamento. Existem diferentes modalidades de tratamento que vai do uso local de medicamentos para cauterizar quimicamente ou fazer a remoção cirúrgica através de eletrocauterização, crioterapia, laser ou cirurgia convencional.

As vacinas contra o HPV estão indicadas para prevenção da infecção genital, reduzindo o risco de evolução para o câncer genital. É indicada para meninas a partir dos 9 anos, e por ser vacina preventiva, deve ser aplicada preferencialmente antes do início da vida sexual e está disponível nos postos de saúde.